Casa da Floresta

VIDA: APRENDIZADO NA PRÁTICA.

Saturday, January 22, 2005

Cirurgias

Quando eu era pequena, achava que cirurgia era aquilo que alguém muito doente fazia porque estava com um problema sério e não tinha outras alternativas a não ser ser internado (normalmente de certa emergência) para operar e retirar um pedaço podre (metáfora) do seu corpo e você ficar saudável de novo.

Tudo bem que a ciência médica já avançou horrores desde que eu era pequena, mas eu achava que o princípio continuava. Talvez eu esteja errada.

Eu, tendo 3 cirurgias antes dos 15 no meu currículo acho que posso dizer com alguma certeza, que o princício deveria ser o mesmo, porque eu posso dizer, ser cortada e costurada, passar 24 horas sem poder beber água, querer urinar e não conseguir pq os seus músculos não funcionam, ficar sem ir ao banheiro uma semana, isso sem contar as cicatrizes, marcas, cuidados, pós-operatórios, remédios e visitas ao médico além da dinheirama que vai numa cirurgia deveria fazer as pessoas pensarem (muito por baixo no mínimo) 3 vezes antes de fazer uma cirurgia.

E isso só no meu caso, que é oq deu certo. Ainda tem gente em coma, morta, com coisas a mais cortadas e até tesouras costurada dentro do corpo. Por serem "exceções", vou desconsiderar esses casos.

Como eu ía dizendo, ainda assim parece que a sociedade atual anda "escolhendo" fazer cirurgia como quem escolhe se vai à praia no fim de semana.

Meu (querido) irmão, garotão de 20 anos, metade da vida de bodyboard, saradão, alto, bronzeado de olhos esverdeados, cobiçado por várias "gatinhas" da night resolveu que precisa de uma cirurgia. Eu (pessoa normal) pensaria se tratar de um tumor, um cisto, um problema de visícula, pedra no rim ou apendicite... os mais triviais. Mas não. Meu (novamente: querido) irmão quer fazer uma cirurgia porque ele, "sem motivo nenhum", sua nos pés e nas mãos.

Eu vou repetir:meu irmão sua nos pés e nas mãos sem estar nervoso e por isso precisa de uma cirurgia.

Foi num médico, fez todos os exames e agora está pleiteando com papai (que absurdamente parece ter concordado com a idéia) fazer essa cirurgia o mais rápido possível.

E o pior, é que eu não posso culpá-lo. Explicarei:

Mamãe (querida) resolveu que eu devo fazer uma dieta básica para no fim do ano ela e meu pai paguem uma lipoaspiração para a minha barriga. Aparentemente, estou desperdiçando os melhores anos da minha vida sendo gorda e todas as amigas dela fizeram essa cirurgia "básica".

Agora eu pergunto: posso culpar o meu irmão?

0 Comments:

Post a Comment

<< Home