Casa da Floresta

VIDA: APRENDIZADO NA PRÁTICA.

Tuesday, October 28, 2003

Gordura

É difícil saber exatamente pq eu sempre achei que era gorda. Não há uma fase da minha vida que eu não achasse isso. Talvez aquelas épocas não filosóficas quando vc não acha nada sobre nada.

Creio que deveria ter uns 6 anos no máximo a primeira vez que realmente falei isso alto e para outras pessoas, me lembro como se fosse hj. Eu havia ganho um biquini e ele deixava a minha barriga de fora. Pra mim, ela sempre foi protuberante. Naquela época eu dizia o mesmo. Fui pra psicina de toalha enrolada como quem sai do banho. Todo mundo queria ver meu biquini novo e eu puxava a toalha pra que ninguém visse a minha barriga enorme.

Falando assim parece que eu era um balão, ou mesmo uma daquelas crianças bem rechonchudas. Isso não era verdade. Eu era uma criança ativa, bastante ativa. Vivia correndo, pulando, nadando no prédio e no clube, ía à pré-escola e tudo mais. Não parava nunca e nem me preocupava em comer. Na verdade, me lembro de me preocupar em não comer. Eu não comia verdinho, legumes, verduras, a cebola do arroz refogado.. tenho a impressão de que talvez não comesse muita coisa fora arroz, feijão, carne, etc. O básico.

Aí vc pergunta: como poderia uma criança assim ser gorda? Não era! Como uma criança assim poderia se achar gorda? Não sei.

O pior é que não sei até hj.

A barriga sempre incomodou. Por causa dela eu não fiz muita coisa. Ainda não faço. Mas eu não tenho motivos médicos pra tirar a barriga fora como eu tive pra tirar o excesso de peito fora.

Hj, eu tenho com certeza, muito mais motivos pra me achar gorda. As pessoas insistem em dizer que eu não sou. Talvez pq não hajam muitas gradações entre "magra" e "gorda". E no fim das contas, oq é ser "normal"?

No exato momento culpo a pilúla. Sempre inimiga de todos os regimes, o excesso de hormônio feminino aumenta as formas e o acúmulo de gordura nas partes cruciais da mulher. Isso está acabando comigo, ou melhor, está sobrando em mim.

Houve uma época em que eu estava bem. Não estava magra, nunca alcaçarei a magreza que pregam por aí. É contra a minha natureza. Eu tenho e sempre tive formas e viva as formas! Eu era formosa. Tinha aprendido a gostar de mim do jeito que eu era.

Oq estará dando errado agora? É tudo culpa minha? Posso culpar outra oisa além de mim? Estarei me enganando se fizer isso?
Espero descobrir essas respostas algum dia.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home